Investimento na Franquia Subway para investidores do Visto E-2

Investimento na Franquia Subway para investidores do Visto E-2

Por: Jack Findaro

Prefácio

Os clientes da Visa Franchise e potenciais investidores em franquias perguntam semanalmente sobre as oportunidades de investimento na rede Subway. Sendo uma das marcas de fast-food mais globais e visíveis, com mais de 26.000 unidades e presença em mais de 90 países, podemos entender por que indivíduos aptos ao visto E-2, (consulte a lista de nacionalidades elegíveis para o visto E-2 aqui), procuram investir ou estão interessados no conceito da franquia do Subway para realizar um investimento. Como especialistas no setor de investimentos em franquias, a Visa Franchise tem sido capaz de desenvolver diretrizes bem definidas para analisar potenciais investimentos em franquias, depois de analisar mais de 700 franquias diferentes, que pode ser um grande recurso de referência para indivíduos que procuram fazer seus próprios investimentos elegíveis para E-2, L-1 ou EB-5. Nossa pesquisa e análise sobre a franquia do Subway, que será abordada em profundidade neste artigo, determinou que o Subway é uma escolha de investimento fraca e, além disso, que não é um investimento elegível para o visto de investidor E-2.

Problemas do Subway

Os problemas do Subway são tão complexos quanto multifacetados. Pode-se dizer que as questões que afligem o Subway são um resultado do sucesso que teve na expansão para se tornar a franquia de fast-food com o maior número de unidades nos Estados Unidos. Mudanças no gosto, saturação do mercado, um modelo defeituoso do desenvolvimento, inabilidade de inovar e um modelo de negócios exaustivo com alta rotatividade de funcionários são todas as principais razões porque o Subway começou a falhar como um sistema de franquia. Recentes fechamentos em massa e as diversas de unidades do Subway existentes atualmente à venda são evidências dessas questões sistemáticas que Subway enfrenta.

Além disso, o Subway não aceita cidadãos não norte-americanos ou não detentores de Green Card como franqueados.  Portanto, não só não seria recomendável um investimento no Subway , mas também não pode ser considerado uma opção para cidadãos estrangeiros sem Green Card, já que a política de franquia do Subway permite apenas que cidadãos americanos e detentores de Green Card se tornem franqueados.

Mudança de gostos do Consumidor

Os gostos e desejos dos consumidores mudam ao longo do tempo. Na década de 1990 e no início de 2000, o Subway ganhou destaque como uma opção “saudável” de fast food. Os clientes iam para o Subway, a fim de ter uma refeição rápida, com baixa caloria que complementaria suas vidas ocupadas. Subway “Eat Fresh” lema realmente conectado com os consumidores que estavam à procura de uma opção de fast food mais fresco. No entanto,  o tempo passou e o que a sociedade considerava alimento “saudável” mudou de baixa caloria e refeições frescas para ingredientes de qualidade superior. Muitos consumidores estão agora tomando decisões muito mais conscientes em relação aos seus hábitos alimentares. Esses consumidores exigem transparência nos ingredientes de seus alimentos e procuram ativamente marcas como o Chipotle que oferecem transparência e maior qualidade dos ingredientes, mesmo que o preço seja um pouco maior do que o que eles estavam acostumados a pagar no Subway. Como uma marca de franquia com mais de 26.000 unidades em todo o mundo, o Subway é estruturalmente incapaz de mudar o que seus franqueados oferecem para atender os novos gostos do mercado. Isso deixou o Subway com um produto que atinge um menor número de consumidores, o que levou a diminuição das vendas para muitos franqueados da rede Subway.

Saturação de unidades do Subway no Mercado

Modelo de desenvolvimento defeituoso

A saturação das unidades do Subway é o resultado de um modelo de desenvolvimento profundamente falho que o Subway  vem usando há décadas. Para fornecer um plano de fundo, o Subway tem um modelo de desenvolvimento único, onde eles colocam um designado “desenvolvedor de área”, tipicamente um franqueado ou vendedor de franquia, em um determinado mercado. Esse indivíduo é então compensado com base no número de unidades que ele consegue abrir dentro de seu mercado. Este modelo tem funcionado muito bem em expandir rapidamente o número de unidades do Subway, uma vez que compensa o crescimento da rede acima de tudo. Em essência, os desenvolvedores de área são altamente incentivados a abrir muitas unidades em sua área designada, independentemente de quantas unidades a demografia e a renda mediana do mercado indicam que ele pode suportar de forma sustentável. Essa estrutura de incentivo ao desenvolvimento levou a um superdesenvolvimento de unidades do Subway em muitos mercados ao redor dos Estados Unidos.

Um grande benefício que muitas franquias oferecem aos seus franqueados é a exclusividade de território na área em torno de sua unidade. Esta proteção do território permite que o franqueado opere sem medo de que outro franqueado entrará em seu mercado e impacte negativamente suas vendas. No entanto, o Subway não oferece qualquer proteção de território substancial para seus franqueados. Ao não oferecer proteção ao território, os franqueados do Subway correm o risco de concorrência com outros franqueados do Subway que podem abrir uma franquia muito perto de sua localização.

Canalização das Vendas

A supersaturação do Subway, devido ao seu modelo de desenvolvimento profundamente falho, levou muitos problemas para seus franqueados. Como uma franquia estabelecida, o fato de que o Subway continuou a crescer, mesmo com uma quantidade tão grande de unidades ao longo dos anos, pode ter funcionado como um forte indicador para potenciais investidores em franquias de que o Subway era um investimento em franquia “bom” ou “relativamente seguro”. No entanto, este não é mais o caso. O Subway desenvolveu muitas unidades na grande maioria dos mercados americanos. É bem sabido dentro da indústria que o maior concorrente de uma franquia do Subway é uma outra unidade do próprio Subway que está situada próxima. O termo para isso é “canibalização de vendas” e ocorre quando as vendas de uma unidade ou produto diminuem as vendas de outra unidade ou produto. Devido a quantidade de unidades do Subway próximas, os franqueados do Subway acabam competindo uns com os outros em um jogo de soma zero onde a economia da unidade deteriora-se ao ponto de que quase todas as unidades em uma determinada área já não são economicamente viáveis. Isso levou a muitos proprietários a colocarem suas unidades à venda.

Caso de Negócios Fraco

Até este ponto, nós falamos da pressão sobre as vendas que um franqueado do Subway pode enfrentar devido à concorrência de outros franqueados, do próprio Subway, que estão localizados em sua área. No entanto, há uma série de outros fatores que afetam negativamente o caso de negócios de um proprietário da franquia do Subway. Alto volume de negócios e longas horas de funcionamento da loja exigem que o dono da franquia seja muito ativo e passe muitas horas trabalhando no negócio. Além disso, os royalties relativamente elevados e fundo de publicidade que o Subway cobra de seus franqueados, em cerca de 8% e 5%, respectivamente, deterioram ainda mais o caso de negócios para seus franqueados, tornando muito mais difícil obter um lucro elevado. Com o lucro insuficiente para contratar um gerente em tempo integral, muitos franqueados do Subway são forçados a passar muitas horas trabalhando dentro da sua unidade do Subway. Isso tem levado muitos franqueados a se referir ao Subway como “a melhor maneira de possuir o seu próprio trabalho de salário mínimo.” Claramente, a quantidade de problemas que um típico proprietário de franquia do Subway enfrenta deve fazer qualquer potencial franqueado pensar duas vezes antes de considerar investir em uma franquia do Subway.

Alto nível de investimento

Indivíduos normalmente procuram investir em franquias que eles possam possuir e gerenciar o negócio, ao invés em vez de trabalhar dentro do negócio. Embora o custo total de investimento para uma nova unidade de franquia do Subway, em qualquer lugar,  possa ser de US $ 115.000 a US $ 260.000, dependendo do tamanho e da localização da unidade, o investimento pode ser significativamente maior. A principal razão para isso é a necessidade, muito comum, do proprietário de uma franquia do Subway de possuir várias unidades do Subway, a fim de gerar renda suficiente para arcar com o custo de um gerente em tempo integral. Caso contrário, um único franqueado pode precisar trabalhar mais de 70 horas semanais dentro de seu restaurante, a fim de gerar qualquer tipo de lucro substancial. Possuir várias unidades aumenta o custo de investimento em centenas de milhares de dólares. Se um franqueado Subway precisa possuir várias unidades, a fim de gerar lucros suficientes para não precisar trabalhar o tempo todo em seu restaurante Subway, então nega toda a finalidade de investir em um negócio de franquia, em primeiro lugar.

Investir no Subway não é possível para estrangeiros

Na Visa Franchise recebemos muitas perguntas sobre oportunidades de investimento em franquias do Subway. Muitos desses indivíduos são de outros países e não dos Estados Unidos, onde o Subway tem se comportado historicamente bem e mantém uma marca forte. O fato é que cada país é diferente. As razões esboçadas neste artigo ajudam a ilustrar o pobre potencial de uma franquia do Subway nos Estados Unidos, especialmente se o indivíduo só quer investir em um Subway para obter seu visto de investidor E-2. No entanto, sem sequer considerar os fatores acima, cobertos de detalhes que fazem os potenciais franqueados do Subway pensarem duas vezes antes de investir, é importante notar que a Subway nem sequer aceitar franqueados que não são cidadãos americanos ou detentores de Green Card. Portanto, como um investidor estrangeiro buscando investir em um negócio elegível para os vistos de investidor E-2 ou L-1, não é tempo bem gasto considerar a rede Subway como uma opção de investimento.

Muitas outras opções de franquia além do Subway

Nossa mensagem não é desencorajar as pessoas que estão interessadas em um potencial investimento na rede Subway (ou depois de ler este artigo, *estavam* interessadas em um potencial investimento no Subway). Há muitas franquias para investimentos lá fora, que oferecem aos seus franqueados muitas oportunidades de crescimento e renda. A Visa Franchise oferece seus serviços de consultoria para aqueles indivíduos que procuram a melhor oportunidade de investimento em franquias encaixando seu perfil individual e metas de investimento, bem como estar aberto a estrangeiros que procuram os vistos de investidor E-2 ou L-1. Nosso trabalho é encontrar ativamente essas oportunidades para dar aos nossos clientes a paz de espírito que eles estão investindo em um negócio que lhes permitirá viver e trabalhar nos Estados Unidos de forma legal e realizar o sonho americano.

Quem é a Visa Franchise?

A Visa Franchise orienta os investidores na identificação e análise das melhores oportunidades de investimento adaptadas aos seus objetivos específicos. O foco da empresa está em franquias que se qualificam para os vistos E-2 (1) e EB-5 (2). A Visa Franchise é o conselheiro de confiança de clientes de todo o mundo quando se trata em ajuda-los a encontrar a oportunidade de negócio que melhor atende às suas metas de investimento e imigração. A Visa Franchise leva em consideração a sua habilidade, experiência e tamanho de investimento para garantir que a melhor opção possível seja escolhida de acordo com o perfil de cada cliente. A Visa Franchise está baseada em Miami, Florida com escritórios em Orlando, Florida e São Paulo, Brasil.

Se você estiver interessado em possuir uma franquia, por favor, entre em contato através do e-mail: info@visafranchise.com ou dos telefones +1 305 454 7744 (EUA) e +55 11 2500 5986.

Nota: A Visa Franchise não faz quaisquer representações de desempenho financeiro além das fornecidas pelos franqueadores.

 

(1) O Visto de Investidor E-2 permite que o cidadão de um país que tenha tratado, de comércio e navegação, com os Estados Unidos resida nos Estados Unidos ao investir uma quantia substancial de capital em uma empresa norte-americana (geralmente> US $ 150.000).
(2) O visto de Investidor EB-5 requer pelo menos o investimento de US $500,000 em uma empresa dos Estados Unidos que cria pelo menos dez (10) empregos para cidadãos americanos ou detentores de green card nos primeiros dois (2) anos.Os investidores podem iniciar seus próprios negócios como investidores ativos ou investir em Centros Regionais designados como investidores passivos.
1 Comment

Post A Comment

Looking for a Real Estate Franchise? How About One with 10+ E2 Visa Approvals?

Register and ask your question LIVE to the founder of IPG Florida

Friday, December 4 – 11 AM PT / 2 PM ET / 7PM UK Time