Alerta: Empresa de caminhões dá golpe de US $ 500.000 em investidores do visto E-2

Alerta: Empresa de caminhões dá golpe de US $ 500.000 em investidores do visto E-2

Prefácio

Todo mês, a Visa Franchise fala com centenas de estrangeiros interessados em investir em um negócio que os qualificaria para um visto de investidor E-2, L-1 ou EB-5. Infelizmente, ouvimos falar de muitos casos de imigrantes vítimas de investimentos em empresas fraudulentas. Queríamos dar uma olhada em um caso de como cidadãos brasileiros e argentinos conspiraram juntos para fraudar quase US $ 500.000, de acordo com a queixa, de uma família brasileira solicitante do visto E-2.

De acordo com a reclamação, as empresas de caminhões e logística JAG Express Corporation (JAG) e American Growing Business Corporation (AGB) defraudaram intencionalmente os Rabelos, uma família brasileira que possuía a R4 Transportation and Logistics LLC em um esquema de transporte de US $ 500.000.

Muitos imigrantes que têm o inglês limitado contam com conexões familiares e de amigos do mesmo país para saber mais sobre oportunidades de investimento nos EUA. Eles não têm conhecimento de consultores de negócios profissionais como a Visa Franchise com anos de experiência no segmento de investimento em imigração que falam 5 idiomas ou trabalham com tradutores especificamente para clientes que buscam os vistos de investidor E-2, L-1 ou EB-5. As empresas fraudulentas pretendem tirar proveito de investidores imigrantes que compartilham o mesmo idioma e vêm do mesmo país.

Rubens e Hortencia Rabelo dirigiram a R4 Transportation and Logistics LLC, com suas duas filhas Luana e Lorena. Luana era amiga de infância de Thalles Gomes, principal solicitador da JAG e da AGB no Brasil. Com base na denúncia, Thalles Gomes inicialmente lançou a idéia para Luana e a família Rabelo em São Paulo em março de 2016. Os Rabelos alegaram que Thalles Gomes informou ,falsamente, que seu pai havia comprado para ele um caminhão e que esse caminhão estava trabalhando e produzindo grandes retornos sobre o suposto principal (valor) investido.

Alegações Falsas

JAG e AGB têm sites quase idênticos. Eles têm como alvo pessoas da América do Sul e da Espanha interessadas em mudar para os EUA através um visto E-2 ou EB-5. De acordo com a queixa, eles alegam que o capital dos investidores será usado para comprar caminhões usados e que conseguirão gerar retornos anuais extraordinariamente altos, mais de 35% do capital investido. A família Rabelo alegou que investiu quase US $ 500.000 e não recebeu nada em troca.

De acordo com a denúncia, o Rabelos alegam que os réus fizeram outras falsas alegações, incluindo, mas não se limitando a:

  • Contratação de caminhoneiros e uso de sua infraestrutura de mecânica interna e grandes contratos logísticos;
  • Compra de vários caminhões de US $ 80.000 a US $ 90.000. Sendo que os réus compraram apenas alguns caminhões que eram aproximadamente US $ 20.000 e inadequados para uso no trabalho;
  • Ter 40 caminhões próprios e 280 caminhões de terceiros;
  • Executando o negócio por mais de 10 anos e tendo investimentos seguros;
  • Os investimentos promissores habilitariam os imigrantes à solicitar residência permanente no programa EB-5 ou um visto de investidor não-imigrante E-2;

Alega-se que os réus usaram o dinheiro dos investidores para promover ainda mais seu esquema e para uso pessoal. A denúncia afirma que quando os réus foram pegos em sua fraude, eles ameaçaram suas vítimas com ações legais para remover os caminhões inoperantes de seu quintal em Medley, Flórida.

O Começo

Os réus recrutados através de vários meios, incluindo solicitações diretas, publicidade na Internet, reuniões de vendas e supostamente através de um esquema de marketing em pirâmide, contando com a ajuda de promotores que receberam comissões de cerca de 15% do capital levantado. Com base na denúncia, eles criaram entidades falsas com escritórios em Buenos Aires, na Argentina e Medley, na Flórida.

A família Rabelo teve três encontros na Flórida, no Uruguai e no Brasil. De acordo com a denúncia, os réus apresentaram intencionalmente falsas alegações, documentos e materiais escritos à família. Os Rabelos afirmaram que investiram em 4 caminhões no valor de US $ 89.000 cada e um caminhão no valor de US $ 90.000, com uma suposta promessa dos réus de que receberiam mais em troca.

Quando tudo foi por água a baixo

Como afirma a denúncia, os Rabelos nunca receberam um centavo em troca de seu investimento de US $ 446.000. Eles solicitaram para os réus para fazer uma teleconferência pelo Skype, mas na verdade eles se reuniram com os réus em seu escritório em Buenos Aires, Argentina, por cerca de três horas. O Rabelos alegaram que durante a reunião, os réus fizeram declarações falsas adicionais, incluindo retornos pretendidos sobre os investimentos, supostos custos operacionais dos caminhões, o número de funcionários das entidades dos réus e custos operacionais da estrutura dos réus. Representantes da autora registraram secretamente a conversa de três horas de acordo com a lei argentina.

Conclusão

É importante que qualquer pessoa, considerando um investimento empresarial, pesquise cuidadosamente diferentes oportunidades de negócios com um advogado e um consultor de negócios antes de realizar um investimento nos EUA. Falar com os franqueados existentes e outros investidores imigrantes que tiveram sucesso no potencial empreendimento comercial é uma parte fundamental do processo de due diligence. Falar ao telefone e encontrar-se cara a cara com vários investidores imigrantes que passaram pelo mesmo processo pode limitar muito a probabilidade de o indivíduo investir em um esquema fraudulento ou com parceiros comerciais antiéticos. Franquias também são reguladas pela Federal Trade Commission e muitas vezes têm supervisão e proteção do Estado, protegendo assim, os potenciais franqueados. A Visa Franchise orienta os investidores estrangeiros através dessas etapas para que eles não sejam vítimas de negócios fraudulentos como o suposto golpe de caminhões mencionado anteriormente. Trabalhamos com mais de 80 franquias que passaram pelo rigoroso processo de due diligence e podemos sugerir vários negócios para nossos clientes. Temos orgulho de ter trabalhado com clientes de mais de 30 países em todo o mundo, e de ter analisado potenciais investimentos que qualificarão nossos clientes para o visto de investidor específico que eles procuram.

A empresa

Na Visa Franchise, simplificamos o processo para os empresários residirem legalmente nos EUA. Fazemos isso analisando as melhores empresas para nossos clientes e suas famílias com base em seu próprio perfil exclusivo

Leia Mais

No Comments

Post A Comment